Blog

Confira nossas novidades e assine nossa newsletter!

Assine nossa Newsletter

Veja outros Posts

Curso de liderança e gestão de pessoas para gerentes de projetos

Curso de liderança e gestão de pessoas para gerentes de projetos

Curso de liderança e gestão de pessoas para gerentes de projetos

  • 6/3/2018
  • Robson Camargo

 

Ser líder é saber inspirar, orientar, motivar e encorajar as pessoas. Mas quem pensa que essas características não podem ser desenvolvidas está enganado: isso é possível com um curso de liderança.

O papel da liderança envolve ser um modelo a seguir, é preciso saber como conduzir as pessoas, como administrar conflitos, ser comunicativo, dar senso de direção, administrar bem o tempo, ajudar a desenvolver os potenciais dos liderados, saber motivar, cativar e inspirar sua equipe e saber bem negociar. Ufa! Apenas isso!

Ou seja, são muitas características que podem não estar em todas as pessoas, mesmo quando elas atingem o status de líder.

Para a sua própria qualificação profissional  e aprender a desenvolver essas habilidades, os cursos de liderança são opções certeiras para atingir todos esses objetivos.

Curso: liderança e gestão de pessoas

Na RC ROBSON CAMARGO - Projetos e Negócios, o nosso curso  de Liderança e Gestão de Pessoas certamente vai ajudar os gerentes de projetos a atingir resultados extraordinários, desenvolvendo e fortalecendo habilidades que já foram reconhecidas por esses profissionais, em um treinamento de apenas um dia. Claro que o ideal seriam 10 dias. Mas pouco a pouco vamos mostrando, desenvolvendo e criando estímulos para atingir o máximo possível.

No curso, o primeiro mito a ser derrubado é que ser chefe é a mesma coisa que ser líder. Não é mesmo! A primeira diferença é que um líder tem uma visão muito mais colaborativa do trabalho, trabalhando com uma equipe que o ajude a atingir resultados.

Já o chefe, gosta de dizer que tem subordinados, normalmente impõe ordens e é autoritário. Seu comportamento pode gerar medo nas pessoas, pois sentem-se acuadas por atitudes como gritos e atitudes punitivas. Normalmente ele não incentiva, não gosta de aconselhar e orientar e ainda pode apontar erros em público, ou seja, joga a responsabilidade de qualquer problema para a sua equipe quando algo sai mal. Já quando os resultados são bons, considera apenas que foi o dever de cada um. Nada a comemorar. E o mérito?! Claro, dele!!!

Outra coisa que também mostramos no curso é a diferença entre liderar e “gerenciar”. Enquanto Liderar tem o enfoque em inspirar, cativar e motivar, Gerenciar tem o enfoque em controlar, focado em alguns aspectos representados pela pergunta que ninguém gosta de ouvir: “E aí, está pronto?”. Isso denota CONTROLE.

Para fazer uma imagem, pense em um filho, que precisa do pai e da mãe. Em muitos lares, a mãe faz um papel mais de “megera” para o bem do filho: “Filho, olha o pé no chão! Põe uma camisa! Vai ficar resfriado! Come alguma coisa!”. Enquanto o pai, folgadamente fica na frente da TV só dizendo “Filhão, colabora com a mãe lá ...!”. Em resumo, um aperta e o outro tenta levar mais numa boa. O gerente de projeto precisa o tempo todo fazer isso com sua equipe e saber o quanto apertar e o quanto lembrar numa boa.

O fato é que um líder trabalha junto, aponta uma direção, inspira, motiva, ouve as pessoas e valoriza o bom desempenho. E com isso, costuma ser muito respeitado em sua equipe.

Não é isso que todo chefe candidato a líder deveria querer?

liderança e gestão de pessoas 2

No curso de liderança, os participantes vão conhecer qual é o perfil do novo líder e as competências necessárias para ser este bom profissional que lidera e motiva. Além disso, vai conhecer também seu perfil de personalidade, através da ferramenta do MBTI.

Mas também vão saber que existem armadilhas para o líder também! E principalmente, como resolvê-las.

Nos cursos de liderança e gestão de equipes que realizamos na RC ROBSON CAMARGO – PROJETO E NEGÓCIOS, diversas discussões e provocações de reflexão são realizadas. Para que, em grupo, as pessoas possam compartilhar suas experiências e pontos de vista, o que enriquece muito no crescimento de cada um.

Os participantes podem trabalhar a autoavaliação, analisar o estilo adequado aos diferentes níveis de maturidade dos liderados, entender melhor as características de um líder e as diferenças entre uma liderança branda e a rígida.

Além de trabalhar em suas próprias características individuais, no curso, técnicas de liderança serão apresentadas como analisar os objetivos tanto pessoais como da equipe, como conduzir as pessoas a de fato se transformarem em uma equipe e a preservar esse espírito permanentemente. Para isso será mostrado como desenvolver o chamado objetivo comum, que é o ponto de conexão de uma equipe.

Alem disso, serão abordados os tópicos feedback, coaching, administração de conflitos,  inteligência emocional  e todos os aspectos para se comunicar e motivar suas equipes. São todas as competências que deve ter um gerente de projetos, para alcançar seus resultados de forma satisfatória.

Curso de gestão e liderança: alguns aspectos

Não é fácil desenvolver um “Dream Team” ou equipe dos sonhos, mas muito deste trabalho deve-se ao posicionamento e atuação do profissional como um líder de fato.

Mas nem sempre, as pessoas já chegam com essas características desenvolvidas para integrar um time dos sonhos. Esse potencial pode estar latente, esperando para aflorar.  E é possível desenvolver.

Muito disso, tem a ver com o desenvolvimento da inteligência emocional, saber controlar-se emocionalmente nos momentos de tensão e estresse. Para dar um exemplo: alguma vez você já falou algo para alguém e se arrependeu profundamente?! Por ter falado sem o controle emocional devido? O famoso “chutou o balde”?! Pois é, há forma de trabalhar para isso não acontecer.

Imagine se ao invés de conduzir os liderados com novas orientações, o chefe/gerente (não líder) entra em desespero, começa a bater na mesa, gritar e apontar culpas?

Portanto, os liderados têm que trabalhar motivados, contentes, com vontade, comprometimento e pró-atividade, aspectos que ajudam muito no cumprimento das metas do projeto. Isso pode ser ensinado. Se um liderado enxerga essas características em um líder, ele também pode aprendê-las.

O líder, ao desenvolver a inteligência emocional, pode ajudar as pessoas a desenvolverem seus potenciais a partir do ponto em que estão.

É preciso se conectar com as pessoas, ser aberto e comunicativo para entendê-las e ouvi-las, para criar esse ambiente produtivo e mais harmônico.

Se perceber que alguém de sua equipe ter um certo potencial, não tema desenvolvê-lo, ofereça treinamentos e apoio. Isso será muito útil para os resultados gerais.

Um dos aspectos mais importantes para um líder é ter credibilidade com seus liderados e desenvolver confiança neles, sendo consistente no que diz e faz.

Eles terão vontade de falar com você, expor algumas dificuldades e com isso ficarão mais próximos e disponíveis para alcançar as metas que você claramente determinou.

Mas se você acredita que ainda não tem esses dons para ser chamado de líder, não se preocupe, o curso de liderança vai ajudá-lo a encontrar o tom certo.

Fique agora com um vídeo sobre Como descobrir a solução certeira para o problema de uma empresa.

 

Espero ter ajudado!

Até a próxima!

Sobre o autor:

Robson Camargo, PMP, MBA, GWCPM, ASF é professor nos cursos de MBA das Principais Escolas de Negócio do País: FGV, Fundação Dom Cabral e FIA/USP com Certificação PMP – Project Management Professional emitida pelo PMI, MBA em Administração de Projetos pela FEA/USP e Master Certificate pela George Washington. Robson Camargo é autor do livro PM VISUAL e criador do Método PM VISUAL. Sua equipe realiza treinamentos e consultorias em empresas do Brasil e exterior. Robson Camargo está à frente da RC Robson Camargo – Projetos e Negócios, há mais de 11 anos.

As marcas PMP, PMI, PMBOK e a logomarca “REP” Registered Education Provaider são marcas registradas do Project Management Institute, Inc.

 

Deixe seu Comentário

Agenda

Confira nossa programação!

Sobre

É uma empresa de Educação Corporativa oficialmente homologada pelo PMI com o selo de R.E.P. (Registered Education Provider), alinhada com o Triângulo de Talentos do Gerente de Projetos

Você também pode se interessar

Newsletter