Blog

Confira nossas novidades e assine nossa newsletter!

Assine nossa Newsletter

Veja outros Posts

Estimativa PERT - Como estimar o prazo de um projeto de forma rápida e assertiva

Estimativa PERT - Como estimar o prazo de um projeto de forma rápida e assertiva

Estimativa PERT - Como estimar o prazo de um projeto de forma rápida e assertiva

  • 21/12/2018
  • Robson Camargo

 

Embora pareça simples e sem muita importância, estimar a duração de um projeto é um dos primeiros desafios do Gerente do Projeto e sua equipe. Para auxiliar nessa fase complexa, existe a estimativa  Pert.

Essa técnica é utilizada para elaborar estimativas mais assertivas e, consequentemente, gerenciar melhor os projetos. Veja como fazer isso!

O que é PERT?

O método PERT (Program Evaluation and Review Technique - Avaliação do Programa e Técnica de Revisão), muitas vezes acompanhado do CPM (Critical Path Method - Método do Caminho Crítico), é uma técnica que permite gerenciar o calendário de um projeto.

Afinal de contas, depois que a duração das tarefas é devidamente calculada, o planejamento passa a tomar forma. E isso se alinha ao sequenciamento dos trabalhos e, consequentemente, permite a elaboração do Cronograma de um projeto.

Criada em 1958 nos Estados Unidos, essa técnica consiste em descobrir a duração de uma atividade baseando-se em três estimativas possíveis para a atividade: estimativa Otimista (O), Pessimista (P) e Mais Provável (MP).

A combinação dessas três possibilidades é o grande diferencial da técnica PERT, pois ela pondera as incertezas e riscos envolvidos na atividade. Então vamos entender como a PERT funciona:

Em primeiro lugar, você precisa obter com seus especialistas as estimativas Otimista, Pessimista e Mais Provável para atividade. Considere que:

- Otimista: É o cenário perfeito, onde tudo dá certo.

- Pessimista: É o pior cenário, onde tudo vai dar errado.

- Mais Provável: É um cenário razoável, onde tudo ficará dentro da normalidade, sem grandes surpresas (nem boas nem ruins).

Como calcular as estimativas PERT

Para calcular as estimativas PERT utiliza-se a fórmula PERT. Esta fórmula aplica um peso maior para a estimativa Mais Provável, mas não deixa de considerar as estimativas Pessimista e Otimista.

PERT = (Pessimista + 4 x Mais provável + Otimista)/6

Exemplo:

Estimativa Otimista – 20 dias

Estimativa Pessimista – 35 dias

Estimativa Mais Provável – 25 dias

35 + 25 x 4 + 35/6 = 25,83

Exemplo = ou seja, a estimativa PERT apontada para a atividade é de 25,83 dias.

Desvio padrão

O desvio padrão indica o quanto a duração calculada na fórmula PERT ainda poderá variar, para mais e para menos.

Desvio Padrão: Pessimista – Otimista/6

Seguindo o exemplo dado acima, o desvio padrão da atividade será:

Desvio Padrão = 35 – 20/6 = 2,5 dias

Ou seja, a atividade será executada entre 23,33 dias (25,83 – 2,50) e 28,33 dias (25,83 + 2,50), que é o mesmo que dizer que a duração estimada para a atividade é de 25,83 +/- 2,50 dias.

Quanto maior for o desvio padrão, mais incerta é a sua estimativa para a atividade, pois a variação entre os cenários otimista e pessimista é muito significativa.

Após você encontrar a estimativa PERT das atividades, e estabelecer a sequência e dependência entre elas, você conseguirá chegar à duração do Projeto.

Para descobrir qual é o desvio padrão do projeto, ou seja, o quanto o projeto pode variar para mais ou para menos, você não poderá simplesmente somar os Desvios Padrão de cada atividade. Em vez disso, calcule a Variância de cada atividade, some e tire a raiz quadrada do resultado para encontrar o Desvio Padrão do Projeto.

Exemplo de cálculo da variância da atividade:

Variância: (2,50) ²   = 6,25

Você pode decidir utilizar a técnica PERT em projetos como também para outras as atividades, ou somente naquelas de maior risco, quando você não tem muita certeza da estimativa e a variação entre o pior e o melhor cenário é significativa.

Conclusão:

Como sabemos, os projetos são a chave de sucesso de qualquer organização e tornam-se cada vez mais importantes e estratégicos. A Gestão de projetos é função e obrigação do Gerente de Projetos.

Portanto, também é função do Gerente de Projetos saber como estimar o esforço das atividades. E isso significa aproximar-se, ao máximo, da excelência para a conclusão do mesmo dentro do custo, prazo e qualidade.

Saber como estimar é fundamentalmente importante pois é através dele que conseguiremos, não somente determinar o tempo e custo total do projeto, mas trabalhar sistematicamente.

Ao Gerente de Projetos cabe a obrigação de saber como estimar a duração das atividades, identificando a hora e o momento certo de aplicar cada uma das estimativas apresentadas anteriormente, fazendo uso inclusive de mais de uma técnica, se necessário.

Gostou desse conteúdo? Ainda ficaram dúvidas? Veja se consegue tirá-las com essas explicações. Caso não consiga, fale com a gente! Mas antes, veja esse vídeo:

 

 

Sobre o autor

Robson Camargo, PMP, MBA, GWCPM, ASF é professor nos cursos de MBA das Principais Escolas de Negócio do País: FGV, Fundação Dom Cabral e FIA/USP com Certificação PMP – Project Management Professional emitida pelo PMI, MBA em Administração de Projetos pela FEA/USP e Master Certificate pela George Washington. Robson Camargo é autor do livro PM VISUAL e criador do Método PM VISUAL. Sua equipe realiza treinamentos e consultorias em empresas do Brasil e exterior. Robson Camargo está à frente da RC Robson Camargo – Projetos e Negócios, há mais de 11 anos.

As marcas PMP, PMI, PMBOK e a logomarca “REP” RegisteredEducationProvaider são marcas registradas do Project Management Institute, Inc.

 

Deixe seu Comentário

Agenda

Confira nossa programação!

Sobre

É uma empresa de Educação Corporativa oficialmente homologada pelo PMI com o selo de R.E.P. (Registered Education Provider), alinhada com o Triângulo de Talentos do Gerente de Projetos

Você também pode se interessar

Newsletter