Blog

Confira nossas novidades e assine nossa newsletter!

Assine nossa Newsletter

Veja outros Posts

Quer estimar melhor seu projeto? Invista na técnica Planning Poker

Quer estimar melhor seu projeto? Invista na técnica Planning Poker

Quer estimar melhor seu projeto? Invista na técnica Planning Poker

  • 28/9/2018
  • Robson Camargo

 

Quando encomendamos um serviço profissional, seja a pintura da casa ou a revisão do motor de nosso carro, sempre perguntamos: em quanto tempo ficará pronto? Pois bem, hoje em dia há diversas técnicas para estimar um projeto, e uma delas é o Planning Poker.

Estimar não é desperdício de tempo! Afinal, seu cliente precisa de um prazo, seu gestor de um orçamento e você tem um cronograma de projeto para cumprir. Com o Planning Poker você pode transformar semanas de trabalho em estimativas em apenas algumas horas.

O que é planning poker?

Tudo bem, você sabe que precisa dar uma estimativa, e que isto é importante, mas o que é planning poker?

Tanto em projetos ágeis quanto tradicionais sempre passamos pela mesma dificuldade: como podemos estimar adequadamente o tempo de uma atividade?

Em resumo, Planning Poker é uma técnica ágil usada na Metodologia Scrum para que a equipe do projeto possa estimar um conjunto de tarefas rapidamente. Com as User Stories (histórias de usuário) em mãos, cada um da equipe sinaliza quanto a estória representa pra si mesmo.

Para esta sinalização, você utiliza Story Points, representando um valor de grandeza daquela atividade. Não se trata de uma estimativa em horas.

O Planning Poker foi definido e nomeado pela primeira vez por James Grenning, em 2002, e mais tarde popularizado por Mike Cohn, no livro Agile Estimating and Planning.

A principal vantagem do Planning Poker é justamente fugir da obrigação de pensar em horas e sim na dificuldade da atividade. O Planning Poker pode ser utilizado em dois momentos: na priorização de tarefas e na estimativa de esforço para concluí-las.

O Planning Poker permite que todos os membros do time de desenvolvimento, comprometidos na implementação da Sprint, participem, colocando a sua visão de complexidade, para que juntos possam chegar a um indicador de complexidade comum para o time.

A principal vantagem do Scrum Poker é auxiliar seu time a não ficar trabalhando em estimativas durante muito tempo. Esta técnica fornece resultados em um tempo bem curto e com um bom nível de precisão.

Além disso, um dos principais benefícios é gerar a discussão sobre as User Stories, ganhando assim maior entendimento sobre o projeto. Isto deverá acelerar o desenvolvimento uma vez que todos na sua equipe sabem cada vez mais o que estão fazendo e onde devem chegar.

Também há muito mais chances de acertar as estimativas já que foram criadas por meio do trabalho em equipe e não da opinião de um único membro mais experiente.

 

Como funciona Planning Poker?

O Scrum Poker Planningconsiste em obter a estimativa por meio de um jogo de cartas, o que permite que todos os membros da equipe participem colocando a sua visão de complexidade, levando em consideração o fator tempo e esforço para pontuar um cartão e após, juntos, chegar a um denominador comum na equipe através de consenso.

O Poker no nome vem por conta das estimativas serem feitas com um baralho. Não um baralho comum, mas um que usa a Sequência de Fibonacci (ou um cálculo próximo dela).

Para quem não conhece: a Sequência de Fibonacci é mais uma invenção feita por um matemático italiano para descrever o comportamento do crescimento de uma população de coelhos. Já que o crescimento dos números (e consequentemente do prazo) vai se tornando exponencial conforme a complexidade do software aumenta e nos leva para o desconhecido.

Na Sequência, que começa com os números inteiros 0 e 1, cada número é resultado da soma dos dois números anteriores, ou seja, temos 0, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89…No baralho de Planning Poker essa escala foi simplificada, mas a ideia é essa mesmo.

No Scrum Planning Pokercada integrante tem à sua disposição um baralho de 13 cartas. As cartas contêm os tamanhos de 0, ½, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 20, 40 e 100 que serão atribuídos a um cartão, havendo ainda uma carta com o símbolo de interrogação (representa que o estimador não está apto a estimar) e outra carta com a imagem de uma xícara de café (representa a sugestão de uma pausa).

Durante o Planning Poker devem ser realizadas rodadas para obter a estimativa de um cartão que possui uma estória ou tarefa a desenvolver.

As diferenças que surgirem durante as rodadas deverão ser mediadas por um coordenador, que no Scrum este papel é de responsabilidade do Scrum Master. O Product Owner, é o responsável por explicar o que deverá ser desenvolvido, sendo um importante papel para retirar possíveis dúvidas a respeito do cartão, evitando assim, o retrabalho.

Passo a passo do Planning Poker

Um membro da equipe, com a estória em mãos, lê a mesma em voz alta.

Todos discutem rapidamente qual é o critério de aceitação que foi definido pelo Product Owner e tiram todas as dúvidas.

Todos os membros do grupo, com exceção do Scrum Master e Product Owner escolhem individualmente qual o valor do baralho que será utilizado, sem mostrar pra ninguém.

Quando todos já tiverem decidido, mostram as cartas ao mesmo tempo.

Caso os números não sejam iguais, quem votou diferente deve justificar, começando do valor mais alto até o valor mais baixo.

Após a discussão, a equipe deve votar novamente.

Isso deve ser feito até o grupo entrar em acordo. O Scrum Master pode ajudar definindo o número limite de sessões.

Veja que o número escolhido deve ser por grandeza ou dificuldade. Geralmente usamos a carta ‘0’ ou ‘½’ para dizer que a mesma é muito simples. Usamos a carta máxima, 100, para indicar que não temos a mínima ideia de como fazer aquilo.

Imagine que você escolheu o número 100 e seu parceiro de equipe o número 5. Ambos devem explicar a diferença. Provavelmente você nunca desenvolveu algo parecido e seu colega já. Com base na explicação dele, você pode diminuir sua nota, ou ele pode subir a dele com base na sua explicação.

Lembre-se: Se o processo travar, passar 3 ou 4 rodadas e não conseguirem chegar num acordo, não façam a média! Este é um erro bem comum. A escolha deve ser feita em grupo.

Só porque alguém acha que a tarefa é fácil, apontando 5, e o outro acha difícil, apontando 100, você deva escolher 40. O grupo pode entender que a maioria não conhece a ferramenta e optar por um valor mais alto, como 40, 20, ou até mesmo 100 ou confiar totalmente no membro da equipe que considera fácil e estimar 5.

Um ponto importante que vale ressaltar é que as métricas são coletivas, ou seja, a responsabilidade é de todos e não apenas do desenvolvedor que provavelmente irá pegar a tarefa pra si. Assim, não vale jogar qualquer carta apenas porque você acha que não terá de botar a mão naquela tarefa. Afinal, se o time falhar em entregar no prazo, a culpa será de todos, pois foi o time que estimou as tarefas.

Na internet você encontrará muitos modelos prontos de Baralho para Planning Poker, em PDF. Basta imprimir e começar a estimar seus projetos hoje mesmo.

Toda equipe que tem como meta construir algo, deveria utilizar o Planning Poker, por ser uma prática muito simples e que gera muito engajamento das pessoas. Além de gerar alguns indicadores que podem ser extremamente uteis para o seu time.

Se ainda não experimentou, agora é a hora!

Sobre o autor:

Robson Camargo, PMP, MBA, GWCPM, ASF é professor nos cursos de MBA das Principais Escolas de Negócio do País: FGV, Fundação Dom Cabral e FIA/USP com Certificação PMP – Project Management Professional emitida pelo PMI, MBA em Administração de Projetos pela FEA/USP e Master Certificate pela George Washington. Robson Camargo é autor do livro PM VISUAL e criador do Método PM VISUAL. Sua equipe realiza treinamentos e consultorias em empresas do Brasil e exterior. Robson Camargo está à frente da RC Robson Camargo – Projetos e Negócios, há mais de 11 anos.

As marcas PMP, PMI, PMBOK e a logomarca “REP” Registered Education Provaider são marcas registradas do Project Management Institute, Inc.

 

Deixe seu Comentário

Agenda

Confira nossa programação!

Sobre

É uma empresa de Educação Corporativa oficialmente homologada pelo PMI com o selo de R.E.P. (Registered Education Provider), alinhada com o Triângulo de Talentos do Gerente de Projetos

Você também pode se interessar

Newsletter

Fale com a gente!