Blog

Confira nossas novidades e assine nossa newsletter!

Assine nossa Newsletter

Veja outros Posts

Saiba por que a metodologia agile cresce cada vez mais

Saiba por que a metodologia agile cresce cada vez mais

Saiba por que a metodologia agile cresce cada vez mais

  • 19/10/2018
  • Robson Camargo

 

Com a metodologia agile, além de velocidade, sua equipe fica focada no cliente para atender rapidamente suas necessidades e também responder às tendências do mercado. Este é um dos principais motivos pelos quais esta metodologia vem ganhando cada vez mais espaço.

Ser ágil é ter produtividade no time, capacidade de resposta, foco no cliente e velocidade. Se sua empresa não for rápida o suficiente para responder aos clientes e às suas necessidades, que estão sempre em mudança, provavelmente você estará perdendo negócios ou sendo substituído por outras empresas.

O que é metodologia Agile?

A metodologia agile é utilizada para tornar os processos empresariais mais ágeis, sobretudo o desenvolvimento de sistemas, que devem ser concluídos conforme o cronograma de projeto.

Mas depois de ter sido largamente utilizadas por empresas de tecnologia, a metodologia é hoje utilizada em empresas dos mais diversos segmentos.

Dentro das metodologias ágeis, o framework Scrum é um dos mais difundidos e utilizados. Juntos permitem controlar de forma eficiente as atividades realizadas, incentivando as equipes a trabalharem com foco em um objetivo comum.

Princípios da metodologia ágil

Foco nas entregas: Você não precisa ver o cenário completo do projeto a todo momento, é melhor focar no que precisa ser entregue, abrindo o trabalho em pequenas tarefas.

Adequação a mudança: Se a necessidade de mudança é evidente, não tenha receio em fazê-la.

Interação com cliente: Mantenha a interação com seu cliente, só ele pode dizer se o que você está fazendo está criando valor para ele.

Interação com time: Faça breves atualizações diárias do cronograma em reuniões em pé, assim cada membro do time dirá em que está trabalhando e onde precisa de ajuda. As reuniões em pé são exatamente para que o time tenha foco no que é preciso, fazendo pequenos ajustes se necessário nos entregáveis do dia, e não se percam discutindo assuntos não pertinentes.

Lições aprendidas: Quando o trabalho terminar, reflita o que deu certo e o que não funcionou. Leve as lições aprendidas para o próximo projeto, assim seu time vai melhorar os resultados sempre.

A Agile metodologia pode te levar a uma posição diferenciada. Como as necessidades dos clientes e o mercado estão mudando, o planejamento ágil incorpora capacidade de adaptação rápida.

Além disso, as entregas incrementais ajudam na evolução do processo e do produto. Do ponto de vista da comunicação com o cliente, a transparência garante que você saiba exatamente o que seu cliente quer de você e, por outro lado, o cliente também saberá o que você está fazendo.

Assim, não se gasta tempo e recursos fazendo o que não agrega valor. Por fim, você sabe em que sua equipe está trabalhando e caso exista necessidade de mudança, rapidamente você identificará onde deve mexer.

Scrum

Entre os vários tipos de metodologia ágil usados, a metodologia ágil Scrum é uma das mais difundidas, especialmente pelo formato dinâmico como as etapas dos projetos são desenvolvidas.

Em um projeto realizado utilizando a metodologia Agile Scrum, a execução acontece em iterações, os chamadas sprints. São ciclos de desenvolvimento que começam em uma reunião de planejamento (Sprint Planning) e terminam com outros dois eventos:

  • A revisão da sprint (Sprint Review), em que o produto é demonstrado
  • A retrospectiva da sprint (Sprint Retrospective), em que o time afia seus processos ao refletir sobre os aprendizados que tiveram naquele ciclo.
  • O desenvolvimento é acompanhado por reuniões diárias em pé, as chamadas Daily Scrum.

Além de otimizar a definição de metas, o Scrum assegura a geração de valor em um projeto, uma forma de trabalho inovadora que tem sido adotada por grandes empresas.

A aplicação da metodologia ágil Scrum pode influenciar diretamente a performance do seu negócio, garantindo resultados extraordinários em seus projetos.

O Scrum trouxe uma solução inovadora para os resultados das organizações de diferentes tamanhos e segmentos. Esta estratégia pode viabilizar a união de alguns princípios, entre eles:

  • Entrega de resultados em ciclos curtos
  • Oportunidade de feedbacks rápidos
  • Melhoria contínua de processos
  • Rápida adaptação às mudanças de mercado
  • Desenvolvimento de um trabalho eficiente e ágil
  • Vantagem competitiva
  • Crescimento constante no mercado

Todos esses detalhes fazem do Scrum uma ferramenta única que utiliza práticas e valores prósperos e sustentáveis, interferindo no desempenho dos projetos e, portanto, na rentabilidade da empresa.

Principais tipos de métodos ágeis

Outras metodologias agiles que a sua equipe pode aderir: FDD, XP, MSF e DSDM. Vale salientar que não há a “melhor metodologia”, mas a solução mais adequada dentro do contexto da empresa.

 

 

Feature Driven Development (FDD)

Criado em Cingapura, entre 1997 e 1999, o FDD é um método ágil que reúne as melhores práticas de outros métodos, como o Coad.

A sua premissa básica tem o foco em funcionalidades, o que permite à equipe do projeto realizar um planejamento incremental, isto é, por fases.

Esse tipo de atuação ajuda a dar agilidade ao desenvolvimento de soluções em ambientes de extrema incerteza, em que as mudanças são inevitáveis.

A programação por FDD começa com a visão global do negócio, já que esse método considera a soma de tudo mais importante que cada uma das partes separadamente.

Passa-se, então, para o detalhamento do produto com a subdivisão por áreas a serem modeladas, culminando na descrição de cada funcionalidade.

Por se tratar de uma ferramenta com foco no desenvolvimento — assim como o XP, que veremos a seguir —, o FDD pode ser perfeitamente integrado ao Scrum.

eXtreme Programming (XP)

Também criado na década de 1990, o eXtreme Programming, chamado de XP, é um método ágil com foco no desenvolvimento de softwares com base em três pilares: agilidade no desenvolvimento da solução, economia de recursos e qualidade do produto final.

Para chegar à excelência nos serviços prestados, uma equipe XP deve se basear em valores, isto é, um contrato de atitudes e comportamentos que levam ao sucesso.

Esses comportamentos e atitudes norteiam as ações da equipe XP em cada atividade a ser desempenhada, garantindo a integração e a sinergia necessárias para o bom desempenho.

Microsoft Solutions Framework (MSF)

O MSF é um dos métodos ágeis mais usados por se destinar ao desenvolvimento de soluções tecnológicas por equipes reduzidas, com foco na diminuição de riscos para o negócio e no aumento da qualidade do produto final.

O propósito é identificar as falhas mais comuns em projetos de tecnologia, mitigando-as e aumentando as taxas de sucesso de cada iniciativa.

Dessa forma, assim como o Scrum, o MSF tem mais foco na gestão do projeto do que no desenvolvimento da solução em si.

Crystal/Clear

Crystal/Clear é uma metodologia direcionada a projetos pequenos, com equipes de até 6 desenvolvedores. Assim como com SCRUM, os membros da equipe têm especialidades distintas. Existe uma forte ênfase na comunicação entre os membros do grupo.

Existem outras metodologias agil crystal para grupos maiores.

Toda a especificação e projeto são feitos informalmente, utilizando quadros publicamente visíveis. Os requisitos são elaborados utilizando casos de uso, um conceito similar às estórias de usuário em XP, onde são enunciados os requisitos como tarefas e um processo para sua execução.

As entregas das novas versões de software são feitas em incrementos regulares de um mês, e existem alguns subprodutos do processo que são responsabilidade de membros específicos do projeto.

Grande parte da metodologia é pouco definida, e segundo o autor, isto é proposital; a idéia de Crystal/Clear é permitir que cada organização implemente as atividades que lhe parecem adequadas, fornecendo um mínimo de suporte útil do ponto de vista de comunicação e documentos.

Como obter Certificações Agile?

Métodos Ágeis revolucionaram o desenvolvimento de software e a gestão de projetos. Além disso, fortaleceram a demanda por profissionais de tecnologia com capacidade de entender o conceito e seus múltiplos sabores.

Há um bom número de certificação em metodologia agil para balizar e testar conhecimentos, e algumas competências nesses frameworks podem ser bastante valiosas. Aqui estão algumas informações sobre sete dessas certificações, que quem atua nesse tipo de projeto deve considerar como forma de elevar seus rendimentos.

PMI-ACP

O Agile Certified Practitioner (ACP), do Project Management Institute (PMI), foca em profissionais de gerenciamento de projetos de organizações que atualmente utilizam ou pretendem adotar práticas ágeis.

O PMI-ACP atesta que a pessoa possui experiência prática na gestão de projetos que envolvem o conceito, bem como familiaridade em algumas subcategorias envolvidas no tema (como Scrum, Kanban, Lean e outras).

Aqueles que conquistam esse atestado devem juntar 30 unidades de desenvolvimento profissional (PDUs, na sigla em inglês) a cada três anos para manterem status.

APMG International

A APMG International é uma organização global que oferece alguns certificados para gestão de projetos ágeis. Seu objetivo é criar benchmark das habilidades em gestão para entrega de iniciativas que envolvam esse modelo de desenvolvimento em organizações que requerem padronização, rigor e visibilidade no entorno do framework ágil.

Strategyex Certificate

A companhia de ensino online Twenty Eighty Strategy Execution, em parceria com a George Washington University, oferece certificações tanto plenos quanto de mestres nas práticas ágeis. A mais básica (Associate) requer participar de três cursos, divididos em dois anos, apresentando elementos para incremento de habilidades dos participantes. O nível Master exige sete cursos em um intervalo de quatro anos para que os alunos demonstrem conhecimento no assunto e em metodologias. A Twenty Eighty também oferece algumas disciplinas individuais para orientadas ao conceito, abordando temas como gerenciamento e planejamento, por exemplo.

International Consortium for Agile (ICAgile)

O Consórcio Internacional pelo Ágil é uma agência independente de certificação que oferece uma gama ampla de atestados orientados a diversos “sabores” do conceito, incluindo Scrum, eXtreme Programming (XP), Kanban entre outros. São três níveis: Profissional, Expert, Mater, cada um com exigências específicas.

Agile Certification Institute

Essa instituição foca em padrões da metodologia orientados a adoção corporativa do conceito de maneira mais ampla – ou seja, não apenas no desenvolvimento de softwares. A ACI oferece uma variedade de certificações e credenciais ágeis, cobrindo produtos e gestão de projetos.

Scaled Agile Academy

A medida que o conceito de ágil avança rumo a grandes corporações, profissionais capazes de comprovar conhecimentos e habilidade com a metodologia se torna um ponto crítico. O corpo de conhecimento do Scaled Agile Framework (SAFe) funciona como um alicerce para entrega de projetos utilizando Lean/Agile em empresas de grande porte.

Scrum Alliance

Scrum é considerado um dos frameworks mais relevante para a metodologia ágil, especialmente no que diz respeito ao desenvolvimento de software. A Scrum Alliance a organização que agrupa profissionais nessa área, com a missão de suportar o avanço na adoção do conceito e, para tanto, oferece seis certificações para profissionais de TI e programadores.

Formação e preparatório

Na Robson Camargo – Projetos e Negócios são realizados cursos de formação e preparatório de Métodos Ágeis - Scrum Master. O objetivo do curso de Metodologia Ágil Srum é ensinar aos participantes todos os conceitos de Métodos Ágeis e Scrum, para ser utilizado de imediato no dia a dia dos projetos, e também preparar o participante para fazer a prova de certificação ASF: AGILE SCRUM FOUNDATION da EXIN.

E agora, já que falamos em cronograma de projeto lá em cima, vamos aproveitar para ver um vídeo em que abordo como estimar prazo e orçamento pelo Métodos Ágeis:

 

Sobre o autor:

Robson Camargo, PMP, MBA, GWCPM, ASF é professor nos cursos de MBA das Principais Escolas de Negócio do País: FGV, Fundação Dom Cabral e FIA/USP com Certificação PMP – Project Management Professional emitida pelo PMI, MBA em Administração de Projetos pela FEA/USP e Master Certificate pela George Washington. Robson Camargo é autor do livro PM VISUAL e criador do Método PM VISUAL. Sua equipe realiza treinamentos e consultorias em empresas do Brasil e exterior. Robson Camargo está à frente da RC Robson Camargo – Projetos e Negócios, há mais de 11 anos.

As marcas PMP, PMI, PMBOK e a logomarca “REP” Registered Education Provaider são marcas registradas do Project Management Institute, Inc.

 

 

Deixe seu Comentário

Agenda

Confira nossa programação!

Sobre

É uma empresa de Educação Corporativa oficialmente homologada pelo PMI com o selo de R.E.P. (Registered Education Provider), alinhada com o Triângulo de Talentos do Gerente de Projetos

Você também pode se interessar

Newsletter