Blog

Confira nossas novidades e assine nossa newsletter!

Assine nossa Newsletter

Veja outros Posts

O que é Scrum Master? Ou será, quem é o Scrum Master?

O que é Scrum Master? Ou será, quem é o Scrum Master?

Fazendo a analogia com o próprio esporte que inspirou o nome Scrum, o rugby, no time de um projeto, o Scrum Master é o cara que atua como o treinador da equipe.

O papel do Scrum Master nos Métodos Ágeis é bem definido, suas funções como líder servidor são fundamentais para que as metas de um projeto sejam atingidas.

Ele é o guardião da metodologia Scrum na organização, portanto, precisa ter aptidões multidisciplinares para dar o norte ao time de desenvolvimento e ao Product Owner, que é o dono do produto.

 

O que é Scrum master?

Pelo Scrum Guide (Guia do Scrum), o Scrum Master ocupa um dos três papéis fundamentais do Scrum, ao lado do Project Owner (dono do produto) e do Team (equipe de desenvolvimento). Suas funções passam por ser o ponto de apoio e interlocutor entre os dois outros papéis e ser o guardião das práticas e regras desta metodologia ágil.

Ele precisa ser um líder, incentivar a comunicação e o debate de ideias e facilitar o consenso. Sem perder o foco que no final do processo precisa tomar decisões firmes e reforçar prazos.

Mas dentro deste processo é importante saber: o que é Scrum?

Scrum é uma metodologia criada para a gestão mais dinâmica de projetos, com entregas parciais, contínuas e incrementais aos clientes. Neste método ágil, os papéis e responsabilidades também são bem definidos, e o melhor, é que os processos podem ser aprimorados a cada entrega, pelas reuniões de retrospectiva.

Dentro da metodologia ágil Scrum, os projetos são divididos em ciclos curtos e definidos, que vão de uma semana a um mês, conhecidos como sprints. Projetos maiores, normalmente, a cadência de 1 mês é muito utilizada. Assim, partes do projeto vão sendo entregues gradativamente, o que pode-se garantir entrega de valor ao cliente desde um primeiro momento.

O Agile Scrum foi criado em 1993 que Ken Schwaber e Jeff Sutherland.

Sabendo sobre Scrum, o que é, muitos se perguntam se é preciso ter uma certificação Scrum para trabalhar com essa metodologia.

De fato não é imprescindível, mas caso o profissional tenha, certamente será muito mais valorizado e essa patente lhe dará muito mais credibilidade. Além disso, caso esteja tentando uma recolocação profissional, ser certificado vai aumentar imensamente sua empregabilidade.

Quem já está no mercado, para atuar com a metodologia dentro de sua organização é preciso conhecer a fundo. Afinal, não são poucas as habilidades e conhecimentos que o profissional precisa ter para isso.

Vamos citar novamente algumas das habilidades que deverá ter o Scrum Master: ser o guardião da metodologia, portanto, precisa conhecer bem; ser um facilitador entre o PO e a equipe; ser articulador, o que significa manter as expectativas alinhadas; construir canais de comunicação e ainda orientador para direcionar a equipe.

Enfim, o Scrum Master ajuda a equipe a ter sucesso no processo.

o que é scrum master (2)

Esse profissional tem uma função parecida com um gerente de projetos, mas suas funções são distintas, quando dividem as responsabilidades de uma empreitada. O fato é que ele tem um pouco do PMO tradicional embutido na função dele também.

Além disso, existem práticas que são próprias e específicas da metodologia. Para quem estava acostumado em pensar como elaborar um projeto usando o método preditivo ou tradicional, também conhecido como Waterfall ou em cascata, vai ver que é uma mudança gritante.

Na metodologia tradicional, todo o projeto era elaborado, planejado e executado e só depois de um certo tempo entregue ao cliente.

Já no Scrum, a diferença já começa pelas sprints, que são as entregas parciais e incrementais. Além disso, existem outras ações específicas do Método Scrum, como por exemplo, as Daily Scrum, que são reuniões diárias e rápidas, imprescindíveis no processo.

Tenha em mente, o importante é a cadência. Frequência com tempos fixos para Sprint, validações pelo PO, reuniões (cerimônias) – planning, diárias, validação e retrospectiva – tudo sendo realizado, sem furar. Porque senão perde credibilidade e qualidade.

Mas existem também as Backblock Grooming na Scrum, que são reuniões de refinamento, assim como ferramentas e outas aplicabilidades da metodologia como o Quadro Scrum Online– tipo JIRA, TRELLO, ASANA (no qual todos acompanham o projeto em sincronia), ou o Kanban Scrum (gráficos de tarefas),  e outros gráficos que são também são visualizados e acompanhados por todos.

 Qual é o melhor? O que melhor que te fornecer MÉTRICAS para bem gerenciar o fluxo da realização das tarefas.

Viu como fica mais difícil apenas pegar um material de Scrum em pdf, uma apostila Scrum ou apenas ler um livro sobre Scrum e tentar sair aplicando os conceitos sozinho, sem nenhuma orientação mais capacitada?

Scrum, o que é? E gerente de projetos? Qual a diferença?

Outra confusão tradicional que se faz quando fala-se em Scrum Master é entender que esse papel vai substituir o do gerente de projeto.

Esses dois papéis são semelhantes, mas têm suas diferenças. Mesmo nas organizações onde foi implantado a Scrum Methodology, o papel do gerente de projetos é importantíssimo.

Porque neste caso, ele também fica responsável por definir escopo, identificar riscos, criar listas de atividades e cronogramas, alocar tarefas, calcular custos com equipe e materiais, administrar o orçamento, acompanhar liberação de pagamentos junto ao cliente e etc.

E mais, se a organização é muito grande, o gerente de projetos é responsável por múltiplos projetos, enquanto o Scrum Master normalmente é focado em uma única equipe.

Ou seja, os dois trabalham alinhados, ocupando suas funções bem definidas e cooperando entre si.

Por isso, a minha sugestão que tenho falado em muitos congressos, webinars, consultorias e treinamentos que tenho aplicado,  é que seja feito primeiro um Canvas de Projetos do PM VISUAL, depois o PM VISUAL, nesse ponto conduzido pelo gerente de projetos,e depois de definido pelo Método Ágil, determine-se quem será o Scrum Master, PO e o Team.

Muitas vezes o Scrum Master poderá ser o próprio gerente do projeto.

Mas tem de tudo, em algumas empresas o Scrum Master é o gerente de projetos, em outras o PO assume o papel de GP, em outras é uma pessoa apartada como GP e em algumas, alguns querem matar o gerente de projetos. Oxalá, Deus os proteja!

Se tudo estiver rodando bem, deve-se continuar. Mas volto chamar a atenção ao extremismo, purismo, e principalmente, falta de visão de negócio – enxergar o todo e atender aos interesses da empresa.

E ata de reunião, quem faz?! Não tem regra para isso. As equipes mais ágeis, não fazem. Na Dailly meeting sugiro não fazer. Mas o gerente de projetos deverá em alguns momentos fazer e também reportar o que está acontecendo para vários stakeholders do projeto.

Muitos problemas ainda serão vivenciados pelas empresas. Muitas coisas são nebulosas. Tenha em mente o seguinte: adapte as melhores práticas para sua empresa. E, procure envolver uma consultoria para ajudar a empresa até as coisas entrarem na normalidade.

 

 

Curso: Scrum pode ser aprendido aqui na RC

Como já foi dito acima, a certificação Scrum melhora muito o passe deste profissional no mercado.

Para quem está com dúvidas de como ser certificado e onde obter, saiba que cinco entidades internacionais oferecem a certificação Scrum Master: a Scrum Alliance, Scrum.org (criada pelos fundadores do Scrum), o PMI® (Professional Management Institute), SCRUMstudy SMC e a EXIN, da qual a RC ROBSON CAMARGO – PROJETOS E NEGÓCIOS é afiliada.

Além disso, para conhecer bem as práticas do método Scrum, aqui na RC ROBSON CAMARGO – PROJETOS E NEGÓCIOS temos o curso de Scrum que ensina todos os conceitos dos Métodos Ágeis e Scrum, para ser utilizado imediatamente no dia a dia, e além de preparar o participante a fazer a prova de certificação ASF: Agile Scrum Foundation da EXIN e ACP do PMI.

No curso, vamos abordar sobre a história e o framework Scrum, as funções e responsabilidades no método, cerimônias, sprints, planejamento, técnicas de estimativa, como propagar uma backlog do produto, as funções da reuniões-chaves, como contar uma boa história de usuário, tudo junto com o uso de Design Thinking, Canvas e PM VISUAL, frente a metodologia cascata.

Enfim, o profissional já fica super apto para exercer as tarefas nos métodos ágeis, PO e de Scrum Master.

Gostou? Se tem mais dúvidas, acesse: robsoncamargo.com.br

Sobre o autor

Robson Camargo, PMP, MBA, GWCPM, ASF é professor nos cursos de MBA das Principais Escolas de Negócio do País: FGV, Fundação Dom Cabral e FIA/USP com Certificação PMP – Project Management Professional emitida pelo PMI, MBA em Administração de Projetos pela FEA/USP e Master Certificate pela George Washington. Robson Camargo é autor do livro PM VISUAL e criador do Método PM VISUAL. Sua equipe realiza treinamentos e consultorias em empresas do Brasil e exterior. Robson Camargo está à frente da RC Robson Camargo – Projetos e Negócios, há mais de 11 anos.

 

Deixe seu Comentário

Agenda

Confira nossa programação!

Sobre

É uma empresa de Educação Corporativa oficialmente homologada pelo PMI com o selo de R.E.P. (Registered Education Provider), alinhada com o Triângulo de Talentos do Gerente de Projetos

Você também pode se interessar

Newsletter