Blog

Confira nossas novidades e assine nossa newsletter!

Assine nossa Newsletter

Veja outros Posts

Plano de gerenciamento de qualidade: aprenda a implementar processos

Plano de gerenciamento de qualidade: aprenda a implementar processos

Plano de gerenciamento de qualidade: aprenda a implementar processos

  • 28/01/2020
  • Robson Camargo

 

Evitar certas surpresas e atender as expectativas dos clientes são alguns dos motivos para que seja elaborado um plano de gerenciamento de qualidade de um projeto.

Prática prevista nas áreas de conhecimento do PMBOK, o plano de gerenciamento da qualidade em projetos é uma segurança para os clientes e um caminho certo para ser percorrido pelas equipes que vão entregar produtos ou serviços.

O que é um plano de gerenciamento da qualidade?

Componente do plano de gerenciamento do projeto, o plano de gerenciamento da qualidade vai descrever os procedimentos, políticas e diretrizes para alcançar os objetivos da qualidade do projeto, segundo o que foi definido pelas melhores práticas do PMBOK.

O plano faz parte do gerenciamento da qualidade, que é a quinta área de conhecimento do Guia PMBOK. Para promover a qualidade, um gerente de projeto precisa utilizar os dados de uma forma eficaz para medir os resultados que vão garantir a comunicação com as diversas partes interessadas de um projeto.

Existem diversas justificativas para que uma empresa invista em um plano de gerenciamento da qualidade: 

  • Atender as expectativas dos clientes;

  • Evitar custos de ações corretivas;

  • Manter o custo da qualidade;

  • Melhorar a comunicação do projeto;

  • Manter em alta a autoestima da equipe, que não se sentirá acuada com contínuas correções de serviços ou produtos. 

O plano de gerenciamento da qualidade do projeto exemplo é aquele que traz um documento formal (ou vários) onde está descrita a organização e execução das atividades que vão atender os critérios exigidos.

De certa forma, é uma maneira que o gerente encontra de ter sob controle tanto a execução como o nível de qualidade desejado, porque o plano vai orientar como a qualidade deve ser gerenciada e validada durante a implementação do projeto. 

São quatro componentes principais que um plano de gerenciamento de qualidade deve ter:

  • Melhoria da qualidade;

  • Garantia da qualidade;

  • Controle da qualidade;

  • Planejamento da qualidade.

Definição de processos

Antes da realização do modelo plano de gerenciamento da qualidade é preciso que o gerente defina um sistema que mapeie seus processos de qualidade, para que seja capaz de fazer uma gestão de processos passo a passo.

Além disso, é importante definir previamente qual é a política e objetivos da qualidade, desenvolver métricas de rastreamento e elaborar documentos e registros que possam reunir todas as informações necessárias para um sistema de qualidade.

Esses planos de qualidade com base mais ampla poderão tornar-se diretrizes para o plano de qualidade de suporte de cada departamento ou função. Se necessário, a empresa poderá investir em treinamentos, para que todos permaneçam na mesma página quando o quesito for qualidade.

Melhoria de processos

Um plano de gerenciamento da qualidade é imprescindível para um ambiente de trabalho produtivo e eficiente. É, de fato, um dos aspectos necessários em uma organização porque serve como núcleo para a capacidade de atender aos requisitos dos clientes. 

Melhorar processos produtivos foi justamente o que fizeram grandes nomes da indústria, como Henry Ford ou Karl Friedrich Benz, mas outros estudiosos deram sua grande contribuição para a conscientização sobre a importância da melhoria da qualidade nas organizações empresariais.

Walter A. Shewhart foi um dos nomes mais proeminentes na evolução da gestão da qualidade, e é nomeado como o pai do controle estatístico de qualidade.

Outro nome importante do setor foi Edwards Deming, que criou 14 pontos de liderança e gestão da qualidade, que contém tópicos como criar constância de propósito de aperfeiçoamento e melhorar de modo contínuo todo o processo de planejamento, produção e serviços. 

Foram os conhecimentos de Deming que produziram uma transformação conhecida como o milagre industrial japonês, depois da Segunda Guerra Mundial.

Plano de gerenciamento da qualidade: exemplo

A gerência vai desenvolver, publicar e comunicar as políticas de qualidade tanto para projetos mais robustos ou simples.

Essas políticas, procedimentos e objetivo do plano de gerenciamento da qualidade precisam estar bem documentados para que o time de desenvolvimento tenha um norte a seguir, porque vai identificar indicadores bastante relevantes para o sucesso de um projeto.  

No entanto, o plano de gerenciamento da qualidade do projeto deve ser adequado a cada novo trabalho, incluindo itens necessários ao cumprimento de metas. 

Conheça alguns tópicos que deverão conter no plano de gerenciamento da qualidade pronto:

  • Abordagem do gerenciamento da qualidade;

  • Objetivos a serem atingidos;

  • Papéis e responsabilidades;

  • Padrões, procedimentos e práticas;

  • Alocação de autoridade e recursos nas diversas etapas;

  • Entregas e processos que serão revisados;

  • Como os requisitos da qualidade serão definidos;

  • Quando a qualidade será gerenciada;

  • Como a qualidade será monitorada e controlada;

  • Como as não conformidades serão corrigidas.

Os itens que asseguram a garantia da qualidade do projeto são extremamente importantes. Para atingir o que o cliente espera em uma entrega, é preciso que as auditorias e revisões de qualidade sejam asseguradas, bem como os processos de melhoria contínua e o compromisso da equipe desenvolvedora com a qualidade do projeto.

Conclusão

Fica fácil entender porque toda empresa deve ter um plano de gerenciamento da qualidade para organizar processos e controlar o que chega nas mãos dos clientes.

Mas é interessante ressaltar que, se formos pensar de forma ainda mais global, um modelo de plano de gerenciamento da qualidade também deverá estar integrado aos planos estratégicos da organização, assim vai contribuir para que metas e objetivos sejam alcançados em um patamar superior.

 

Sobre o autor

Robson Camargo, PMP, MBA, GWCPM, ASF é professor nos cursos de MBA das Principais Escolas de Negócio do País: FGV, Fundação Dom Cabral e FIA/USP com Certificação PMP – Project Management Professional emitida pelo PMI, MBA em Administração de Projetos pela FEA/USP e Master Certificate pela George Washington. Robson Camargo é autor do livro PM VISUAL e criador do Método PM VISUAL. Sua equipe realiza treinamentos e consultorias em empresas do Brasil e exterior. Robson Camargo está à frente da RC Robson Camargo – Projetos e Negócios, há mais de 11 anos.

As marcas PMP, PMI, PMBOK e a logomarca “REP” RegisteredEducationProvaider são marcas registradas do Project Management Institute, Inc.

 

 

Deixe seu Comentário

Agenda

Confira nossa programação!

Sobre

É uma empresa de Educação Corporativa oficialmente homologada pelo PMI com o selo de R.E.P. (Registered Education Provider), alinhada com o Triângulo de Talentos do Gerente de Projetos

Você também pode se interessar

Newsletter

Fale com a gente!