Blog

Confira nossas novidades e assine nossa newsletter!

Assine nossa Newsletter

Veja outros Posts

Tipos de inovação: como aplicar na sua empresa?

Tipos de inovação: como aplicar na sua empresa?

Tipos de inovação: como aplicar na sua empresa?

  • 22/8/2019
  • Robson Camargo

 

O mundo está em constante movimento e transformação. Isso significa que, para se manter à frente no mercado, a sua empresa precisa conhecer e saber quais os tipos de inovação que pode aplicar nos negócios.

Ser inovador possibilita sair em primeiro lugar, e essa postura, nem sempre, vai envolver ações complexas.  O interessante é descobrir qual modelo de inovação é mais apropriado para o seu tipo de negócio e recursos disponíveis.

Quer entender quais são os tipos de inovação existentes no empreendedorismo ou até mesmo na empresa onde você é o gerente de projetos?  

Quais são os tipos de inovação existentes?

O mundo é cada vez mais dinâmico, passou por diversas revoluções que transformaram a forma de viver do século passado para cá.

Depois da revolução informacional, a terceira revolução industrial, que trouxe as telecomunicações, eletrônicos e TI, ultimamente vivemos a quarta revolução industrial, que tem a ver com um aporte muito intenso de tecnologia.

As empresas 4.0 trouxeram uma mudança de paradigma que modifica a forma de relacionamento e consumo, combinando máquinas com os processos digitais.

Para as empresas surfarem nesta nova onda, é preciso inovar! Basta lembrar as empresas que usaram a inovação para estar no topo do mercado. Quem nunca associou a marca Apple com inovação? É uma empresa que sempre traz ao consumidor um conjunto de novidades revolucionárias.

Mas para as empresas que querem inovar não é preciso investir em 10 tipos de inovação, bastam conhecer 3 ou 4 e perceber em qual tipo de inovação consegue se encaixar.  

Além de conceitos e tipos de inovação, também há formas

Para as empresas que querem investir em diferentes tipos de inovação também há formas de buscar essas novidades de forma radical, incremental ou disruptiva.

Incremental

A forma incremental é uma das mais comuns de inovação das empresas, porque é aquela que faz pequenas mudanças de forma gradual e periódica.

Costuma utilizar a própria tecnologia existente para aumentar o valor para o cliente, aumentando recursos. Por exemplo, quando o Windows evolui a sua interface de 7 para 10.

Radical

Quando se fala em inovação radical é justamente o que temos em mente com a palavra inovar, vai gerar mudança total e bem visível. Com isso, pode resultar em novas indústrias e tipos de inovações tecnológicas revolucionárias que ainda não existem no mercado.

É o tipo de inovação que a Apple fez no ramo de computadores e depois de celulares. Mudou tudo, ampla e definitivamente.

Disruptiva

A inovação disruptiva também é conhecida como uma forma invisível de inovação, porque envolve aplicação de novas tecnologias ou processo de forma furtiva no mercado.

Esse conceito foi criado por um professor da Universidade de Harvard, Claytin Christensen, e prevê que uma empresa lance um novo produto que desestabiliza os concorrentes que antes dominavam o segmento. Ele também chama o processo de “destruição criativa”.

Pode ser um produto ou serviço com tecnologia mais simples, acessível e até conveniente. Esse produto vai tornar obsoleto o que já existia no mercado.

Quem não se lembra que a evolução das máquinas fotográficas digitais acabou com a tradicionalíssima Kodak, que controlava toda a cadeia de produtos fotográficos, como câmeras, filmes e revelações?

Só nos Estados Unidos, a Kodak era responsável pela venda de 85% dos filmes em 1976; no mundo inteiro, as percentagens chegavam a 50%. Mas a empresa parou no tempo, não levou a sério o crescimento do mercado digital e não inovou, foi literalmente esmagada pela concorrência.  

Então, quais são os diferentes tipos de inovação?

O Manual de Oslo - Proposta de Diretrizes para Coleta e Interpretação de Dados sobre Inovação Tecnológica foi editado em 1990 pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico.

Segundo esse documento, nem tudo o que é lançado é uma inovação. É preciso realmente haver novidades e gerar valor. Para isso, serão necessárias as características de uma inovação de processo, produto ou organizacional.

Mas para o Manual de Oslo, os tipos de inovação também vão abranger o marketing, ou seja, para ele, seriam 4 tipos de inovação.  

Conheça os 4 tipos de inovação

Inovação de Processos

A inovação de processos pode envolver tecnologias, recursos e habilidades para produção de um produto. Existem muitas maneiras de ser mais eficiente em um processo. Normalmente, esse tipo de inovação é mais valorizada de forma interna do que externa, porque pode resultar em redução de custos e aumento de receitas.

Assim na inovação de processo é possível gerar mudanças de tecnologias, técnicas, ferramentas e até soluções de software para ajudar na cadeia de suprimentos e distribuição.

Pode ser amplamente utilizado dentro do gerenciamento de projetos. 

Inovação de Produtos e Serviços

O desenvolvimento de um novo produto ou até mesmo melhoria de desempenho de um serviço entram nesta categoria de inovação.

Os produtos podem necessitar de inovação diante de uma solicitação de clientes, design desatualizado para as regras do mercado e até mesmo os avanços tecnológicos que o mercado impõe para estar à frente da concorrência.

É um tipo de inovação que é amplamente divulgada para os clientes para resultar em mais demandas do produto.

Inovação Organizacional

É um dos tipos de inovação mais desafiadores porque pode não abranger processo ou produto.

Essa inovação costuma ser mais radical, com transformações que vão resultar em grandes mudanças na empresa, por exemplo, em ramos de atuação, setores, cultura organizacional e até modelo de negócios.

Aqui é sempre importante um planejamento estratégico para implementar essas mudanças.

Marketing

Esse tipo de inovação prevê mudanças de estratégias de marketing e até design de produtos de forma a ganhar market share.

Tipos de inovação: exemplos

-          O processo de montagem de carros da Ford inovou o mercado daquele momento. Antes se produzia um modelo em 12 horas, com o novo método um carro poderia ser montado em 90 minutos. Esse é um tipo de inovação no processo;

-          Para quem quiser entender quais são tipos de inovações no serviço e modelos de negócios,  O Uber, Netflix e AirBnB são bons exemplo, porque as novas tecnologias mexeram com seus respectivos mercados;

-          Entre os tipos de inovação tecnológica, podemos citar as potencialidades cada vez mais atrativas dos smartphones. O que começou lá atrás com o Iphone marcou o mercado e expandiu para as suas concorrentes, que não param de trazer novidades neste setor.

Dez tipos de inovação de Larry Keeley

Mas para Larry Keeley, o presidente da Doblin Inc., uma das maiores empresas em tipos de estratégias de inovação,  existem, na verdade, dez tipos de inovação, que ele denominou  10 T1 e seriam inovações de configuração, oferta e experiência:

  • Processo;
  • Rede;
  • Estrutura;
  • Modelo de Lucro;
  • Sistema de produto;
  • Desempenho de produto;
  • Canal;
  • Marca;
  • Serviços;
  • Envolvimento do cliente. 

Agora que você já sabe quais são os diferentes tipos de inovação, é preciso decidir em quais a sua empresa quer ou precisa inovar. E, claro, partir para um estudo mais aprofundado desses tipos de inovação e a forma de implementá-los.

Se tiver alguma dúvida, é só nos procurar!

Sobre o autor

Robson Camargo, PMP, MBA, GWCPM, ASF é professor nos cursos de MBA das Principais Escolas de Negócio do País: FGV, Fundação Dom Cabral e FIA/USP com Certificação PMP – Project Management Professional emitida pelo PMI, MBA em Administração de Projetos pela FEA/USP e Master Certificate pela George Washington. Robson Camargo é autor do livro PM VISUAL e criador do Método PM VISUAL. Sua equipe realiza treinamentos e consultorias em empresas do Brasil e exterior. Robson Camargo está à frente da RC Robson Camargo – Projetos e Negócios, há mais de 11 anos.

As marcas PMP, PMI, PMBOK e a logomarca “REP” RegisteredEducationProvaider são marcas registradas do Project Management Institute, Inc.

  

Deixe seu Comentário

Agenda

Confira nossa programação!

Sobre

É uma empresa de Educação Corporativa oficialmente homologada pelo PMI com o selo de R.E.P. (Registered Education Provider), alinhada com o Triângulo de Talentos do Gerente de Projetos

Você também pode se interessar

Newsletter

Fale com a gente!